Blog de bpintosoares


24/10/2012


 
 

"Mulher ao espelho"

Autor: Cecília Meireles

Buscar na Web "Cecília Meireles"

Quando: 24/102012

 

Mulher ao espelho

̦

Hoje que seja esta ou aquela,
pouco me importa.
Quero apenas parecer bela,
pois, seja qual for, estou morta.

 ̦

Já fui loura, já fui morena,
já fui Margarida e Beatriz.
Já fui Maria e Madalena.
Só não pude ser como quis.

̦

Que mal faz, esta cor fingida
do meu cabelo, e do meu rosto,
se tudo é tinta: o mundo, a vida,
o contentamento, o desgosto?


̦

Por fora, serei como queira
a moda, que me vai matando.
Que me levem pele e caveira
ao nada, não me importa quando.

̦

Mas quem viu, tão dilacerados,
olhos, braços e sonhos seu
se morreu pelos seus pecados,
falará com Deus.

̦

Falará, coberta de luzes,
do alto penteado ao rubro artelho.
Porque uns expiram sobre cruzes,
outros, buscando-se no espelho.

̦

Cecília Meireles
 
 

 

 

 

Categoria: Citação
Escrito por bpintosoares às 20h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

14/07/2011


 

"O FILHO PREFERIDO"

Autor: DESCONHECIDO

Buscar na Web "DESCONHECIDO"

Quando: 14/07/2011

  • Certa vez perguntaram a uma mãe qual era seu filho preferido, aquele que ela mais amava.
  • E ela,deixando entrever um sorriso,respondeu:
  • -Nada é mais volúvel que um coração de mãe.
  • E,como mãe, lhe respondo: O filho dileto,aquele a quem me dedico de corpo e alma é o meu filho doente,até que sare.
  • O que partiu, até que volte.
  •  O que está cansado, até que descanse.
  • O que está com fome, até que se alimente.
  • O que está com sede, até que beba.
  • O que está estudando, até que aprenda.
  • O que está nu, até que se vista.
  • O que não trabalha, até que se empregue.
  • O que namora, até que se case.
  • O que casa, até que conviva.
  • O que é pai, até que os crie.
  • O que prometeu, até que se cumpra.
  • O que deve, até que pague.
  • O que chora, até que cale.
  • E já com o semblante bem distante daquele sorriso, completou:
  • o que já me deixou, até que o reencontre...
  • (desconheço o autor) -------------

Categoria: Citação
Escrito por bpintosoares às 12h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

"EM BUSCA DO AMOR"

Autor: FLORBELA ESPANCA

Buscar na Web "FLORBELA ESPANCA"

Quando: 14/07/2011

 

 O meu destino

Disse-me a chorar:

«Pela estrada da Vida vai andando,

E, aos que vires passar, interrogando

Acerca do amor,

que hás-de encontrar»

 

 Fui pela estrada a rir e a cantar,

As contas do meu sonho desfiando…

 E noite e dia, à chuva e ao luar,

Fui sempre caminhando

 E perguntando…

 

 Mesmo a um velho eu perguntei

«Velhinho, Viste o Amor acaso

 Em teu caminho?»

E o velho estremeceu…olhou…

 E riu…

 

Agora pela estrada, já cansados,

Voltando todos pra trás desanimados…

 E eu paro a murmurar

«Ninguém o viu»

 

Florbela Espanca in «Em Busca do Amor»

Categoria: Citação
Escrito por bpintosoares às 11h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

13/05/2011


 
 

"QUANDO ME TORNEI INVISÍVEL"

Autor: Silvia Castillejon Peral

Buscar na Web "Silvia Castillejon Peral"

Quando: 13/052011

•  QUANDO ME TORNEI INVISÍVEL...

• Já não sei em que data estamos.

•  Lá em casa não há calendários e na minha memória as datas estão todas misturadas.

• Me recordo daquelas folhinhas grandes, uns primores, ilustradas com imagens dos santos que colocávamos no lado da penteadeira.

• Já não há nada disso. Todas as coisas antigas foram desaparecendo. E sem que ninguém desse conta,eu me fui apagando também...

• Primeiro me trocaram de quarto,pois a família cresceu. Depois me passaram para outro menor ainda com a companhia de minhas bisnetas.

•  Agora ocupo um desvão,que está no pátio de trás.

• Prometeram trocar o vidro quebrado da janela, porém se esqueceram,e todas as noites por ali circula um ar gelado que aumenta minhas dores reumáticas.

• Mas tudo bem... Desde há muito tempo tinha intenção de escrever, porém passava semanas procurando um lápis.

•  E quando o encontrava,eu mesma voltava a esquecer onde o tinha posto.

• Na minha idade as coisas se perdem facilmente: claro, não é uma enfermidade delas, das coisas, porque estou segura de tê-las, porém sempre desaparecem.

• Noutra tarde dei-me conta que minha voz também tinha desaparecido. Quando eu falo com meus netos ou com meus filhos não me respondem.

• Todos falam sem me olhar, como se eu não estivesse com eles, escutando atenta o que dizem.

• As vezes intervenho na conversação, segura de que o que vou lhes dizer não ocorrera a nenhum deles,e de que lhes vai ser de grande utilidade. 

• Porém não me ouvem,não me olham,não me respondem

• . Então cheia de tristeza me retiro para meu quarto e vou beber minha xícara de café.

•  E faço assim, de propósito, para que compreendam que estou aborrecida, para que se dêem conta que me entristecem e venham buscar-me e me peçam perdão …

• Porém ninguém vem.... Quando meu genro ficou doente, pensei ter a oportunidade de ser-lhe útil, lhe levei um chá especial que eu mesma preparei.

• Coloquei-o na mesinha e me sentei a esperar que o tomasse, só que ele estava vendo televisão e nem um só movimento me indicou que se dera conta da minha presença.

• O chá pouco a pouco foi esfriando…e junto com ele, meu coração... Então noutro dia lhes disse que quando eu morresse todos iriam se arrepender.

• Meu neto menor disse:“Ainda estás viva vovó? “. Eles acharam tanta graça,que não pararam de rir.

•  Três díasestive chorando no meu quarto, até que numa manhã entrou um dos rapazes para retirar umas rodas velhas e nem o bom dia me deu.

•  Foi então quando me convencí de que sou invisível...

• Parei no meio da sala para ver, se me tornando um estorvo me olhavam. Porém minha filha seguiu varrendo sem me tocar, os meninos correram em minha volta, de um lado para o outro,sem tropeçar em mim.

•  Um dia se agitaram os meninos,e me vieram dizer que no dia seguinte nós iríamos todos passar um dia no campo.

•  Fiquei muito contente. Fazia tanto tempo que não saía e mais ainda ia ao campo!

•  No sábado fui a primeira a levantar-me. Quis arrumar as coisas com calma.

•  Nós os velhos tardamos muito em fazer qualquer coisa, assim que adiantei meu tempo para não atrazá-los.

•  Rápido entravam e saíam da casa correndo e levavam as bolsas e brinquedos para o carro.

•  Eu já estava pronta e muito alegre, permaneci no saguão a esperá-los.

• Quando me dei conta eles já tinham partido e o auto desapareceu envolto em algazarra,compreendí que eu não estava convidada, talvez porque não coubesse no carro...

• ...Ou porque meus passos tão lentos impediriam que todos os demais caminhassem a seu gosto pelo bosque.

•  Senti claro como meu coração se encolheue a minha face ficou tremendo como quando a gente tem que engolir a vontade de chorar.

• Eu os entendo,eles vivem o mundo deles. Ríem, gritam,sonham, choram,se abraçam, se beijam.

• E eu,já nem sinto mais o gosto de um beijo. Antes beijava os pequeninos,era um prazer enorme tê-los em meus braços,como se fossem meus.

•  Sentía sua pele tenrinha e sua respiração doce bem perto de mim.

•  A vida nova me produzia um alento e até me dava vontade de cantar canções que nunca acreditara me lembrar.

•  Porém um dia minha neta Laura, que acabava de ter um bebê disse que não era bom que os anciãos beijassem aos bebês, por questões de saúde...

• Desde então já não me aproximo deles, não quero lhes passar algo mal por minhas imprudências.

• Tenho tanto medo de contagiá-los ! Eu os bendigo a todos e lhes perdôo, porque... “Que culpa tem os pobres de que eu me tenha tornado i n v i s í v e l ?”

Categoria: Citação
Escrito por bpintosoares às 21h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

22/04/2011


 
 

" E DEUS DISSE NÃO!"

Autor: DESCONHECIDO

Buscar na Web "DESCONHECIDO"

Quando: 19/04/2011

*****

 *E DEUS DISSE "NAO" (REFLEXÃO)

 -Eu pedi a Deus para tirar a minha dor.

 Deus me disse não. -Não cabe a mim tirá-Ia, mas a você desistir dela.

 -Eu pedi a Deus para fazer com que meu filho deficiente físico fosse perfeito.

 Deus me disse não. -Seu espírito é perfeito e seu corpo e apenas provisório.

 -Eu pedi a Deus para me dar paciência.

 Deus me disse não. -A paciência e um derivado de tribulações não e doada, é conquistada.

 -Eu pedi a Deus para me dar felicidade. Deus me disse não.

 -Eu Ihe dou bênçãos. A felicidade depende de você. -Eu pedi a Deus para me proteger da dor.

 Deus me disse não. -O sofrimento Ihe separa dos conceitos do mundo e Ihe traz mais perto de mim.

 -Eu pedi a Deus para fazer o meu espírito crescer.

 Deus me disse não. -Você tem que crescer sozinho, mas eu Ihe podarei para que você possa dar frutos.

 -Eu pedi a Deus todas as coisas para que eu pudesse gostar da vida.

 Deus me disse não. -Eu Ihe dou vida para que você possa gostar de todas as coisas.

-Eu pedi a Deus para me ajudar a AMAR os outros, o tanto que Ele me ama.

Deus me disse... -Ah! Finalmente você captou a ideia! Ama ao teu próximo como a ti mesmo.

 

 Texto: Sociedade de Assistência aos Cegos - Autor desconhecido.

Categoria: Citação
Escrito por bpintosoares às 20h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

17/04/2011


 
 

"POEMA ANTIGO"

Autor: CAIO FERNANDO ABREU

Buscar na Web "CAIO FERNANDO ABREU"

Quando: 17/042011

POEMA ANTIGO

POEMA ANTIGO

•"Está tudo planejado:
• se amanhã o dia for cinzento,
• se houver chuva
• se houver vento,
• ou se eu estiver cansado
• dessa antiga melancolia
• cinza fria
• sobre as coisas
• conhecidas pela casa
• a mesa posta
• e gasta
• está tudo planejado
• apago as luzes, no escuro
• e abro o gás
• de-fi-ni-ti-va-men-te
• ou então
• visto minhas calças vermelhas
• procuro uma festa
• onde possa dançar rock
• até cair"

•Caio Fernando Abreu

 

Categoria: Citação
Escrito por bpintosoares às 16h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/12/2010


 
 

"SONÊTO DE FIDELIDADE"

Autor: Vinicius de Moraes

Buscar na Web "Vinicius de Moraes"

Quando: 29/12/2010


***************************************

 

*De tudo ao meu amor serei atento

*Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto

*Que mesmo em face do maior encanto

*Dele se encante mais meu pensamento. * 

 

*Quero vivê-lo em cada vão momento

*E em seu louvor hei de espalhar meu canto

*E rir meu riso e derramar meu pranto

*Ao seu pesar ou seu contentamento * 

 

 *E assim, quando mais tarde me procure

*Quem sabe a morte, angústia de quem vive

*Quem sabe a solidão, fim de quem ama * *

 

* *Eu possa me dizer do amor (que tive):

*Que não seja imortal, posto que é chama

*Mas que seja infinito enquanto dure.

Categoria: Citação
Escrito por bpintosoares às 21h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

26/12/2010


 
 

"AI DE QUEM AMA"

Autor: Vinícius de Morais

Buscar na Web "Vinícius de Morais"

Quando: 26/12/2010

-------

*Quanta tristeza

 *Há nesta vida

*Só incerteza

*Só despedida *

*

*Amar é triste

*O que é que existe?

*O amor *

*

*Ama, canta

*Sofre tanta

*Tanta saudade

*Do seu carinho

*Quanta saudade *

*Amar sozinho

*

*Ai de quem ama

 *Vive dizendo

*Adeus, adeus

Categoria: Citação
Escrito por bpintosoares às 19h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

08/12/2010


 
 

"PEDAÇOS DE MIM"

Autor: MARTHA MEDEIROS

Buscar na Web "MARTHA MEDEIROS"

Quando: 25/11/201

***************************************

************************ PEDAÇOS DE MIM**************

*

..Eu sou feito de
..Sonhos interrompidos
..detalhes despercebidos
..amores mal resolvidos

*

*

..Sou feito de
..Choros sem ter razão
..pessoas no coração
..atos por impulsão

*

*

..Sinto falta de
..experiências que não vivi
..Lugares que não conheci
..momentos que já esqueci
*
*
..Eu sou
..Amor e carinho constante
..distraída até o bastante
..não paro por instante
*
*
..Já
..Tive noites mal dormidas
..perdi pessoas muito queridas
..cumpri coisas não-prometidas
*
*
..Muitas vezes eu
..Desisti sem mesmo tentar
..pensei em fugir,para não enfrentar
..sorri para não chorar
*
*
..Eu sinto pelas
..Coisas que não mudei
..amizades que não cultivei
..aqueles que eu julguei
..coisas que eu falei
*
*
..Tenho saudade
..De pessoas que fui conhecendo
..lembranças que fui esquecendo
..amigos que acabei perdendo
..Mas continuo vivendo e aprendendo.
*

*

.Martha Medeiros
--------------------------

Categoria: Citação
Escrito por bpintosoares às 13h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

"NO MEIO DO CAMINHO"

Autor: OLAVO BILAC

Buscar na Web "OLAVO BILAC"

Quando: 8/12/2010

******* *

*Cheguei.chegaste.Vinhas fatigada

*E triste ,e triste e fatigada eu vinha.

*Tinhas a alma desonhos povoada.

*E a alma povoada de sonhos eu tinha...

*E paramos de súbito na estrada *Da vida; longos anos , presa a minha

 *A tua mão, a vista deslumbrada * *Tive da luz que o teu olhar continha.

*Hoje segues de novo...Na partida *Nem o pranto os teus olhos umedece,

*Nem te comove a dor da despedida. *E eu solitário, volto a face e tremo,

 *Vendo o teu vulto que desaparece

*Na extrema curva do caminho extremo.

Categoria: Citação
Escrito por bpintosoares às 12h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/11/2010


 
 

"Cai a Voz do Arcanjo"

Autor: Cecilia meireles

Buscar na Web "Cecilia meireles"

Quando: 21/11/2010


.Cai a voz do Arcanjo


. (Do alto das torres  coloridas,


.por entre flechas e vitrais;


.do alto de minaretes;


.do alto de agulhas  góticas


.de cima de curvos zimbórios;


.do fino crescente dourado;


.dos amplos campanários barrocos;


 .destes frios triângulos jesuíticos;


.dos braços das cruzes; das nuvens,


.das árvores, do jorro d'água,


.da asa dos pombos, da pequena corola de anêmona frágil...)


.Cai a voz do Arcanjo invisível.

 
.Saudosa.


.Solitária.


.(Diz-me se algum dia a escutaste,


.assim, longínqua, secular, plangente.)


.Cecília Meireles

Categoria: Citação
Escrito por bpintosoares às 10h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Nordeste, TERESINA, ININGA, Mulher, de 56 a 65 anos, Portuguese, Spanish, Informática e Internet, Livros, CINEMA
Yahoo Messenger -

Histórico